A Black Friday 2018 está se aproximando: este ano, a data está prevista para acontecer em 23 de novembro, e já vem causando um frenesi entre os varejistas. Isso porque, todos os anos, esse evento movimenta bilhões de reais, sendo considerado uma das datas mais importantes do varejo, tanto online como offline.

As grandes lojas se preparam durante o ano inteiro para essa grande festa das vendas que, por acontecer no fim de novembro, inaugura com louvor o período das compras de Natal! 

Para o consumidor, o evento é uma ótima oportunidade para trocar de celular, investir em eletrodomésticos ou móveis, renovar o guarda-roupa e economizar nos presentes para toda a família. Já para as empresas, é uma excelente oportunidade de alavancar as vendas e aumentar muito o faturamento. 

No início da Black Friday no Brasil, em 2010, era muito comum que os consumidores encarassem o evento com desconfiança, por considerarem as promoções pouco atrativas ou por conta do hábito de algumas lojas aumentarem o preço pouco antes da Black Friday, “mascarando” o real valor dos produtos para fazerem os descontos parecerem maiores.

Porém, hoje, já existe um “código de ética” informal entre os participantes, e um comprometimento em caprichar nas ofertas para proporcionar uma Black Friday vantajosa para todos. Como há sites especializados em comparar os preços entre os e-commerces e monitorar flutuações, é necessário se adequar às expectativas dos clientes, em prol de sua satisfação e fidelização. 

Sabendo aproveitar a ocasião, é possível lucrar muito durante esse período. Por isso, neste post, vamos dar dicas importantes para você se preparar para boas campanhas na Black Friday 2018. 

As tendências para a Black Friday 2018

O gasto médio dos consumidores na última edição da Black Friday, somando os valores das compras realizadas em lojas físicas e virtuais, foi de R$ 1.178. Isso indica que os brasileiros estão dispostos a aproveitar a data para investir mais. Essa tendência, portanto, deve ser bem explorada, criando estratégias para aumentar o tíquete médio e caprichando nas promoções. 

Em 2017, os maiores gastos foram nos setores de eletrônicos, viagens e beleza. De acordo com dados da e-Bit, foram 3,8 milhões de pedidos feitos online, que geraram R$ 2,1 bilhões em vendas. Em 2018 o Google divulgou uma pesquisa apontando que somente 2% das pessoas que fizeram alguma aquisição durante a Black Friday do ano passado afirmaram não ter intenção de comprar nada na edição deste ano. Isso mostra que aqueles que aproveitaram as ofertas passadas estão dispostos a repetir a dose.

Como se preparar para multiplicar suas vendas na Black Friday 2018

Para obter um grande sucesso na Black Friday, é preciso ter um planejamento eficaz, que deve começar muito antes de novembro. 

A primeira dica é lançar teasers para gerar um buzz. Aqui, vale fazer anúncios no Facebook ou nos displays do Google com contagem regressiva, elaborar campanhas de e-mail marketing focadas em promover a data e, é claro, usar e abusar das mídias sociais para postar prévias  do que sua empresa está preparando para a Black Friday.

Para “esquentar” o público, também é interessante antecipar algumas ofertas, soltando descontos especiais por tempo limitadíssimo e fazendo promoções, concursos e desafios durante as semanas que antecedem a data. Tudo isso ajuda a deixar aquele gostinho de “quero mais” e fazer com que os clientes fiquem mais ansiosos pelo grande dia!

Outra sugestão, ainda nesse tema, é promover liquidações em categorias específicas durante o mês de novembro. Por exemplo, você pode determinar que a cada semana um setor do site esteja com um determinado percentual de desconto. Além de proteger sua margem, essa tática traz outras vantagens, como manter os visitantes engajados e curiosos, e ajudar a girar o estoque. 

Sua estratégia deve percorrer todos os canais nos quais a empresa está presente, para que todos estejam em sintonia e colaborem mutuamente para aumentar o engajamento e, é claro, as vendas. Para maximizar os resultados, se o orçamento permitir, é interessante investir em influenciadores digitais, comparadores de preço e anúncios nas mídias digitais.

Outro ponto que parece óbvio, mas que não deve ser negligenciado, é o preço de suas ofertas. A Black Friday é o momento ideal para dar descontos expressivos e usá-los como chamariz de vendas. Por isso, contanto que não prejudique sua margem de lucro, assegure-se de que os valores praticados sejam os menores possíveis, e que as promoções estejam realmente imperdíveis. Nessa ocasião, o cliente está ali para economizar, e não hesitará em comprar na concorrência caso os descontos concedidos em sua loja deixem a desejar. 

Não podemos esquecer que, em datas importantes para o varejo, é essencial atrair os clientes e prospects para o site o tempo todo, estimulando a conversão. Por isso, não se acanhe em usar todas as ferramentas disponíveis para engajar seus visitantes e persuadi-los a efetuar uma compra.

Você pode, por exemplo, apostar no e-mail retargeting para recuperar carrinhos abandonados, nos overlays (banners) sugerindo ofertas especiais quando o usuário passar muito tempo inativos ou mesmo recomendando produtos via notificações push. As soluções oferecidas pela Linx Impulse Suite são inúmeras!

Por fim, mas não menos importante, garanta que seu site esteja funcionando perfeitamente durante a Black Friday, tanto no desktop quanto no mobile. Não tem nada mais desagradável do que a página cair no meio de uma compra, portanto, torne-a à prova de bala e assegure-se de que vai suportar o grande volume de acessos. 

Boas vendas para você!