Muitos sites de comércio eletrônico têm resultados aquém do desejado. Os motivos para isso são diversos, e uma das questões que afeta o desempenho é justamente a busca interna do site, algo que deveria ser simples, mas, que acaba sendo um grande complicador.

Há alguns anos, o Baymard Institute realizou uma pesquisa chamado The Current State Of E-Commerce Search, em que foi feita uma avaliação da busca interna nos e-commerces. O estudo constatou que 16% dos sites de e-commerce não aceitam a busca pelo nome ou pelo número do modelo, apesar de exibirem esses dados na página do produto. Outros 70% exigem que os usuários busquem pelo termo exato usado pelo site, o que dificulta a vida do cliente e diminui as chances de sucesso na pesquisa.

Otimizar é preciso

A praticidade tem que ser o objetivo principal. Ou seja, o motor de busca de um site precisa indicar o caminho que o cliente deve seguir de maneira simples, clara, direta. E não basta apenas ter uma caixa de pesquisa disponível: otimização da busca interna de seu site precisa proporcionar uma experiência memorável para gerar retorno.

Uma boa dica para otimizar o sistema de busca interna, por exemplo, é não deixar a caixa de pesquisa escondida no canto inferior da tela, mas sim posicioná-la em um lugar estratégico, facilmente identificável pelo cliente. O design deve facilitar a navegabilidade no site e melhorar a experiência do usuário, caso contrário, a taxa de rejeição será enorme.

Utilize recursos de autocompletar e permissão de erros com autocorreção

A ideia é facilitar ao máximo a vida do cliente, possibilitando que ele encontre os itens que se encaixam com sua busca logo no começo da digitação, com o recurso de autocompletar que “adivinha” o que o usuário pode estar procurando. 

Também é bacana utilizar recursos de autocorreção, que permitem que, mesmo o usuário errando o nome do produto ou serviço, ainda assim, possa encontrar o que deseja sem dificuldades. Afinal, é muito frustrante digitar uma palavra na busca de um site e, por conta de um mínimo erro de digitação, obter mensagens do tipo “sem resultados”, não é verdade?

Fornecer sugestões alternativas ou até mesmo resultados que sejam sinônimos também é outra forma de não “perder” o cliente em se tratando de um mecanismo de busca interna.

Opções de exibições e de pesquisas salvas são formas de encantar o cliente

Os clientes não se comportam da mesma maneira, e isso se reflete também para o mecanismo de busca interna de um site. Nesse caso, a exibição dos produtos ou serviços de um e-commerce pode ser feita em “grade” ou “lista”, a cargo de cada cliente. Também é interessante que os resultados de busca sejam personalizados de acordo com o comportamento de navegação, sugerindo, quando possível, itens análogos aos que o usuário já buscou no site

No caso de seu site ser um pouco mais complexo em termos de estrutura e variedades, ter uma ferramenta de pesquisas salvas é um ótimo atrativo para, inclusive, recuperar aquele potencial cliente que apenas fez uma “visitinha” em seu ambiente virtual para retornar depois. Assim, o usuário compila uma lista dos produtos que mais lhe interessam, deixando uma referência fácil para pesquisas futuras.

A quantidade também faz a diferença

Quando se tem uma loja virtual é preciso ficar atento a alguns detalhes que podem ser determinantes para um alto desempenho de seu e-commerce. Por exemplo: você já se perguntou quantas buscas simultâneas são suportadas em sua plataforma, ou qual a maior quantidade de fontes que podem ser utilizadas? Ou ainda, quais os termos mais buscados pelos visitantes? Tais parâmetros são de responsabilidade da equipe técnica, e quanto maiores forem as possibilidades do consumidor dentro de seu e-commerce, maiores também serão as chances de você conseguir fidelizar o máximo possível de clientes.

Otimizar os processos de pesquisas feitas dentro da loja virtual é um dos fatores determinantes para o seu sucesso. Não se esqueça de que a Linx Impulse Suite também proporciona soluções inteligentes para incrementar sua busca interna e torná-la muito mais efetiva, fazendo com que a experiência de seu público se torne a mais simplificada e prazerosa possível.