O Brasil, infelizmente, é um caso de sucesso em práticas terríveis relacionados ao uso de SPAM. Essas práticas não começaram hoje e infelizmente não possuem data para terminar. Uma coisa é verdade, as práticas de SPAM diminuíram bastante e isso tudo é graças ao trabalho de aculturação e boas práticas feitos pelas empresas do mercado. Ensinar as boas práticas ao cliente é muito importante e atualmente várias empresas possuem atividades relacionadas a treinamentos e capacitação de profissionais nesse mercado com relação a Entregabilidade em E-mail Marketing.

Por todas as questões citadas acima, infelizmente, no Brasil, os maiores servidores de e-mail (Gmail, Terra, Uol, Hotmail etc) buscaram formas de evitar que e-mails disparados, mas não solicitados, chegassem a caixa de mensagem do cliente final. No passado, as métricas importantes para a gestão de resultados em uma campanha de e-mail marketing eram a taxa de abertura do e-mail, a taxa de cliques na peça e a taxa de conversão. Hoje em dia, isso mudou um pouco. Antes mesmo de mensurar a taxa de abertura nas campanhas de email marketing é importante mensurar a taxa de entregabilidade em e-mail Marketing. Quantos dos e-mails disparados foram realmente entregues na caixa postal do usuário que estava na base da campanha? Se o e-mail não é entregue, não tem como o usuário abrir, clicar ou comprar o produto divulgado concorda? Pois é, foi dessa forma que o mercado entendeu que evitaria as grandes práticas de SPAM que antes eram feitas com frequência.

10 Fatores muito além da Entregabilidade em E-mail Marketing

Além da Entregabilidade em E-mail Marketing, existem mais de 10 fatores relacionados a reputação em campanhas de e-mail marketing que devem servir como uma checklist antes de disparar a sua campanha para os seus clientes. Confira abaixo:

  1. Volume de Envio (nem pouco, nem muito)
  2. Consistência do Envio (constante ou exagerado)
  3. Taxa de Erros (hard bounce) (envio para e-mails inexistentes)
  4. Denúncia de SPAM (informação compartilhada entre os provedores)
  5. Opção para descadastrar da lista (opt-out)
  6. O descadastro tem que funcionar imediatamente
  7. Nome e e-mail do destinatário no corpo do e-mail marketing
  8. Nome do destinatário no campo do Remetente
  9. O usuário não pode deletar o e-mail sem abrir (o título deve ser chamativo para evitar isso)
  10. O tempo que o usuário fica com seu e-mail aberto
  11. Interação do usuário com o e-mail (clicks). Quanto mais interações, maior sua reputação
  12. Usar uma base limpa, higienizada (se existem usuários que nunca abrem seus e-mails, delete-os)
  13. Todos os links do e-mail devem possuir o target=“_blank”
  14. O disparo deve ser autenticado
  15. Não utilizar expressões de SPAM
  16. Não fazer parte de uma Blacklist

Essa é apenas mais uma dica importante que você pode e deve usar em sua loja virtual, caso ainda não esteja executando para melhorar seu relacionamento via campanhas de e-mail e aumentar suas vendas. Em breve novas dicas …

Grande abraço,
ShopBack Marketing Team